Interrogatório de Lula na Zelotes suspenso mais uma vez

O desembargador federal Néviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região(TRF1) suspendeu mais uma vez o interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho Luiz Claudio, no âmbito da operação Zelotes.

O primeiro depoimento de Lula, do filho dele e de dois lobistas arrolados no processo da Zelotes foi marcado pelo juiz federal da 10ª Vara, Vallisney Oliveira, para 30 de outubro. No dia 24 daquele mês o desembargador Néviton suspendeu os depoimentos dos réus por entender que eles deveriam acontecer somente após a oitiva de todas as testemunhas.

Um novo interrogatório foi marcado para 20 de fevereiro. Desta vez a 4ª Turma do TRF1 determinou que o interrogatório dos réus só deveria acontecer depois de esgotado o prazo inicial de 4 (quatro meses).

Nesta decisão colegiada a Turma entendeu que além de ouvir as testemunhas o prazo permitiria a chegada de rogatória das pessoas que moram no exterior e foram arroladas como testemunhas no processo.

O juiz federal Vallisney marcou, então, nova data, o dia 21 de junho para o interrogatório de Lula e dia 29, do filho Luiz Claudio.

O desembargador Federal Néviton Guedes, atendeu novo pedido da defesa de Lula e suspendeu novamente o interrogatório do petista, desta vez sob alegação de que ainda não chegaram as rogatórias das pessoas que moram no exterior.

Em sua decisão o magistrado ressalta que “No caso presente, o respeitável magistrado apenas atendeu ao prazo inicial do Tribunal, sem jamais apontar as razões pelas quais não se poderia aguardar o cumprimento das rogatórias para então proceder aos interrogatórios”

Lula e seu filho Luís Cláudio são acusados de negociar e receber R$ 2,5 milhões do casal de lobistas Mauro Marcondes Machado e Cristina Mautoni, para influenciar junto ao governo Dilma Rousseff, a concessão de  incentivos fiscais a montadoras de veículos e a compra dos caças Gripen, da sueca Saab, por US$ 5,4 bilhões. Os investigados negam as acusações.

Foto: Imprensa Ativa

Confira a integra da decisão clicando na linha abaixo

Justiça Suspende Interrogatório de Lula