Testemunhas negam que Lula tenha recebido dinheiro para beneficiar montadoras

A ex-presidente Dilma Rousseff prestou depoimento nesta quinta-feira (14) ao juiz federal Vallisney Souza, titular da 10ª Vara Federal de Brasília.Dilma depôs como testemunha de defesa de Lula, em um processo onde ele é réu, na Operação Zelotes. Ela negou  que o ex-presidente tenha recebido dinheiro para benificiar montadoras.

No processo, o Ministério Público Federal (MPF) acusa Lula de receber vantagens para editar a MP 417, assinada pelo ex-presidente em 2009, que concedeu benefícios fiscais concedidos às montadoras instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Lula não recebeu dinheiro para beneficiar montadoras

Em depoimento por vídeo conferência, em Porto Alegre (RS) a ex-presidente afirmou desconhecer se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cometeu ato ilícito ao editar a MP que beneficiou montadoras.

Nesta ação, Lula é réu pelo crime de corrupção passiva, o Ministério Público acusa o ex-presidente de ter recebido propina para a edição da medida Provisória,

O advogado Cristiano Zanin perguntou a Dilma Rousseff se ela teve conhecimento de alguns dos fatos relatados na denúncia sobre irregularidades na edição da MP. Dilma respondeu: “Nesta medida provisória, eu não tenho nenhum conhecimento. Nem de outras ações, nem dessa especificamente”

O advogado, então, reiterou a pergunta:  “A senhora nunca presenciou nem teve conhecimento de ofertas e vantagens indevidas?”

A ex-presidente respondeu: “Não, nunca tive. Nunca tive nenhum conhecimento disso. Até porque, se tivesse, tinha sido minha obrigação deportar para as autoridades competentes. Jamais tive conhecimento disso, jamais. E também não acredito muito que tenha havido.”

Clique no link abaixo e confira a íntegra do depoimento

Vídeo 1 https://drive.google.com/file/d/1sJOl25Zycjih4NnLbV6dupMiBX13Bfyv/view?usp=sharing

O Senador Jaques Wagner (PT-BA) também depôs como testemunha do ex-presidente e afirmou desconhecer que Lula tenha recebido propina para editar MP que beneficiou empresas do setor automotivo.

O ex-governador destacou a importância dos incentivos fiscais para o desenvolvimento econômico do estado. Para ele, uma das formas de trazer industrias de outras unidades da federação para o Nordeste, Norte e Centro-Oeste.

Denúncia

Para o MPF, a empresa Marcondes e Mautoni Empreendimentos, do lobista Mauro Marcondes Machado, representava os interesses da CAOA (Hyundai) e da MMC Automotores ( Mitsubishi do Brasil) e teria ofertado R$6 milhões a Lula e ao ex-ministro Gilberto Carvalho para aprovação da MP.  O dinheiro seria para financiar campanhas do PT.

Clique no link abaixo e confira a íntegra do depoimento

Vídeo 2 https://drive.google.com/file/d/1wbQbYLWxU2MI_Mbbzp-O8kUhPc4Ie87f/view?usp=sharing

A defesa de Lula nega que ele tenha cometido irregularidades.